quarta-feira, 10 de junho de 2009

Grafismos em alta
De Nova York, onde morou por quatro anos, o casal trouxe o tapete. Partindo dos tons desta peça, o arquiteto Leonardo Junqueira criou a decoração que realça a cama box: primeiro entrou o papel de parede do designer David Hicks, com grafismos inspirados nos anos 1970. Para não brigar com as estampas,
projetou uma cabeceira revestida de veludo liso.



Iluminação indireta
Para o quarto dos recém-casados, o arquiteto Marcelo Rosset escolheu uma cama do tipo box. "Ela é simples e confortável, mas sugere um diferencial na cabeceira. Por isso, criei um painel de madeira revestido de couro ecológico branco", conta. No nicho que se forma no meio, a luz embutida proporciona um clima mais intimista ao ambiente.



Emoldurado em madeira
Apaixonado pela madeira sucupira, o casal pediu à arquiteta Consuelo Jorge que o material fosse usado no quarto. A profissional projetou então um conjunto completo com a madeira: a cabeceira é um grande painel com 6 cm de profundidade, que ocupa toda a parede. Nele está acoplada a cama, com uma moldura de 9 cm em volta do colchão. Esta peça continua no lado esquerdo e dá forma a uma longa mesa de apoio.



Adesivos delicados
"Adoro inovar e procuro sempre modificar a decoração. Por isso, optei por não ter uma cabeceira fixa", conta a moradora, a empresária Alice Penteado. Em busca de novas idéias, ela se encantou com uma empresa de adesivos e ali encontrou o modelo ideal. "Montei a composição no piso, com base na largura da cama, antes de colá-la na parede."



Madeira dá o tom
No quarto projetado pelo decorador Fernando Piva, a idéia era criar um ambiente elegante, mas que primasse também pelo aconchego. Por isso, ele escolheu materiais que aquecem: tábuas de eucalipto de reflorestamento, que podem ser usadas no piso ou na parede, fazem o papel de cabeceira. Atrás deste grande painel, a parede ganhou revestimento de papel vinílico no tom dourado, cuja textura convida ao toque.



Aconchego no tecido
Tons suaves e clima aconchegante dão a tônica no quarto criado pela arquiteta Patricia Martinez. No papel de cabeceira, três painéis de madeira revestidos de linho rústico ficam encaixados entre frisos de cumaru e ocupam toda a parede da cama. "O tecido confere conforto e quebra a rigidez das linhas retas do painel", diz. No lado direito, Patricia previu um gavetão suspenso que serve como criado-mudo.


Um comentário:

  1. estou construindo e logo logo terei que decorar minha casa, então vou acompanhar seu blog para "roubar" algumas idéias.

    ResponderExcluir