sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Cimento Queimado

O Cimento Queimado é um acabamento para quem procura um diferencial estético para compor ambientes contemporâneos com sofisticação e praticidade. Esse efeito resgata a simplicidade, o frescor e a elegância. O CQ não agride ao meio ambiente e tem ótimo custo-benefício.
Ele é um material coringa, combina com tudo desde cerâmicas à madeira. Engana-se quem acha que um ambiente com piso de cimento queimado é frio e impessoal.
Ele não é nada mais que um piso fabricado a partir de uma argamassa feita na obra com a mistura de cimento, areia e água. Queimar o cimento não tem nenhuma relação com fogo. Esse é apenas o nome dado ao processo de jogar o pó de cimento sobre a argamassa ainda mole. Então, a superfície deve ser desempenada, espalhando esse pó, deixando o conjunto bem lisinho. Após secar, Após secar, estará pronto o cimento queimado.












































terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Morar Mais por Menos Brasília

Kleyton Dayve e Nícia Graziani criaram o Quarto de Vestir Masculino e o Banheiro Masculino. No ambiente, revestimentos para parede em padrão xadrez, adamascado e listrado se misturam às cores neutras (marrom, branco e preto) e à inusitada guarnição da passagem, feita com tubos de PVC cortados.

 A Sala de Jogos foi desenhada por Christian Blum que usou madeira, pedra e cores tênues para criar a ambientação amena do espaço equipado com mesa de sinuca.

 A Suíte da Jovem é assinada por Rafaela Lourenço. A inspiração vem do "Faça Você Mesmo" e modificou elementos feitos de materiais pouco nobres e peças "descartáveis". Chama a atenção na composição a poltrona (à esq.) revestida com uma mistura de tecidos e o conjunto de pendentes feitos de "gaiolinhas" (à dir.).

  A Sala de Estar, criada por Beth Rosso, partiu dos lofts europeus e do aproveitamento de móveis e objetos descartados. A ambientação procura harmonizar um mix de referências pop.

 A Sala de Chá e Jogos foi criada por Elaine Fontenele, Dirceu Gonçalves e Juliana da Costa e quer conciliar hábitos tradicionalmente referidos a um dos sexos em um único ambiente compartilhado. Destaque para o papel de parede feito a partir da colagem de duas mil cartas de baralho (à esq.).

  A Suíte do Bebê, assinada por Silvana Fontoura, quer transmitir um "ar principesco" através da linha predominantemente provençal e romântica associada à combinação das cores branco, dourado e vermelho.

 O Quarto do Casal, criado por Alex Rosa, Emerson Lima, Fernanda Mendes e Janaina Mendonça, é baseado em cores sóbrias e possui uma das paredes revestida por espelhos. Um dos destaques do projeto é um painel de vidro transparente (refletido no espelho) que, além de dividir o ambiente, serve como telão.

  A Suíte do Rapaz, criada por Rômulo Salvino, tem "rasgos" iluminados que garantem uma ambientação interessante e leve ao ambiente.

  A Sala de TV, assinada por Túlio Gomes e Rose Yane, tem uma das paredes revestidas por placas geométricas e com volumetria. Em contraponto, há no espaço dois painéis encaixados a uma segunda parede (ao fundo), que - também geométricos - compõem com vazios e garantem certa fluidez ao espaço.

  Maria Augusta Vieira Baeta assina a Sala de Jantar, onde os tacos saem do piso para a parede, criando um interessante painel recortado por espelho.

  O Quarto de Vestir e o Banheiro Feminino, criados por Raíssa Fonseca e Fabíola Araújo, têm paredes com aspecto de concreto e um painel geométrico com recortes (ao fundo). Destaque para os elementos de madeira e na cor laranja, que aquecem o ambiente.

A Sala Íntima, criada por Catiúcia Fernandes, tem como ponto de partida e inspiração o mobiliário do designer Sérgio Fahrer. No ambiente se destaca a grande estante elaborada com sobras de MDF (à dir.).

A mostra Morar Mais por Menos Brasília fica em cartaz até dia 15 de dezembro de 2013, no QI 19 Chácara 2 - Lago Sul, na capital federal.

Fonte: Uol - Casa e Decoração